05 Fev

Entrevista Bom Dia Minas: Auditor-Fiscal diz que setor de mineração é o que mata mais trabalhadores

Publicada em: 05/02/2019

Por Lourdes Marinho

Edição: Nilza Murari 

O Auditor-Fiscal do Trabalho e coordenador Nacional da Comissão Permanente do Setor Minerário, Mário Parreiras de Faria, concedeu entrevista ao Bom Dia Minas, nesta terça-feira, 5 de fevereiro.

De acordo com o Auditor-Fiscal, o setor de mineração é o responsável pela maior taxa de mortalidade de acidentes de trabalho do Brasil, chegando a ser quatro vezes mais que as taxas de mortalidade de outros setores. Soterramento, choque elétrico e acidentes com transportes são os responsáveis pelas mortes na mineração. 

“As empresas não cumprem as normas. Faltam medidas de gestão e segurança no trabalho para evitar os acidentes”, disse Mário Parreiras. 

Ele disse que, como a Barragem da Mina do Feijão estava parada, e por conta do pouco número de Auditores-Fiscais, aquela barragem não era prioridade para a fiscalização.  Segundo ele, a Inspeção do Trabalho está com um déficit de 1.800 Auditores-Fiscais e mais um terço deles poderá se aposentar este ano. 

A fiscalização está com uma equipe de dez Auditores-fiscais do Trabalho em Brumadinho, apurando em que condições ocorreu o acidente. 

À fiscalização trabalhista cabe tratar das indenizações da Previdência Social, com a emissão da Comunicação de Acidente de Trabalho - CAT. Já as indenizações na área cível, danos morais e físicos serão determinadas pela Justiça do Trabalho. 

Confira aqui a entrevista.