01 Nov

Novembro Azul: Sindicato apoia movimento de prevenção ao câncer de próstata

Publicada em: 01/11/2018

Por Dâmares Vaz

Edição: Nilza Murari

O Sindicato coloca-se lado a lado com o movimento Novembro Azul, que visa à conscientização dos homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer – Inca, atrás apenas das neoplasias de pele. Estima-se que serão mais de 68 mil novos casos diagnosticados em 2018.

As maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho. Homens a partir dos 45 anos, com fatores de riscos, ou com 50 anos, sem fatores de risco, devem ir ao urologista anualmente para fazer os exames de avaliação da glândula.

Considerado um câncer de manifestação tardia, é importante que os homens façam os exames preventivos com frequência, a fim de que a descoberta não seja feita com o tumor já em estágio avançado. O diagnóstico precoce representa 90% de chances de cura.

O Novembro Azul começou em 2003, na Austrália, na esteira das atividades do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, celebrado em 17 de novembro. No Brasil, a campanha chegou por intermédio do Instituto Lado a Lado pela Vida, a fim de vencer o preconceito dos homens com relação ao exame de toque e busca de ajuda médica.​