07 Mar

MG: Escola de samba aborda direitos da criança e do adolescente e trata de trabalho infantil

Publicada em: 07/03/2019

Auditora-Fiscal do Trabalho e Servidora da Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais integraram ala sobre trabalho infantil

Por Dâmares Vaz

Edição: Andrea Bochi 

A escola de samba Canto da Alvorada, de Belo Horizonte (MG), apresentou em seu desfile uma homenagem ao Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA. Entre as alas da escola, uma tratou do trabalho infantil, sob coordenação da Servidora da Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais – SRT/MG Elvira Cosendey e com participação da Auditora-Fiscal do Trabalho Christiane Barros.

À avenida a agremiação levou o samba enredo “Os cantos e encantos de um ser criança na alvorada de um novo mundo”, na terça-feira, 5 de março. A escola é a bicampeã do carnaval mineiro e atual campeã. A ala que denunciou o trabalho infantil trouxe o símbolo do Cata-Vento de cinco pontas coloridas, usado para marcar a luta contra o problema.

Elvira Consedey milita há anos no enfrentamento ao trabalho infantil e participou da elaboração do ECA. Integra diversos projetos na SRT/MG voltados à questão e é coordenadora do Fórum Estadual de Erradicação e Combate ao Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador – Fectipa/MG, representando o Ministério da Economia.

Chistiane Barros atua há 23 anos no combate ao trabalho infantil e na aprendizagem. Hoje coordena o projeto de inserção de aprendizes no trabalho. Ela conta como foi participar do desfile: “Além de muito divertido, foi emocionante cantar o hino da escola, com uma letra que faz parte da minha história.”

Confira o samba enredo:

“Os cantos e encantos de um ser criança na alvorada de um novo mundo”

Autor: Serginho Beagá

Tudo era trevas e não tinha lei

No portal da imaginação

Uma batalha entre o bem e o mal

Socorro nessa imensidão

Tenebrosos monstros assombraram

A fantasia do meu coração

Sagrada odisseia minha emoção

Rio de lágrimas virou felicidade

Sou adolescente a alegria deste chão

Meu mundo se tornou realidade

Transformaram minha vida

Paraíso de amor e sem maldade

Palco iluminado minha liberdade

Fada madrinha seu livro já sei ler

Está escrito meu direito de viver

Guerreiro soldadinhos de chumbo

Emília, Visconde de Sabugosa

Menino Maluquinho brilha a luz neste caminho

Pequeno príncipe todo menino é um rei

O Estatuto da Criança e Adolescente é nossa lei

Baila comigo vem sorrir e brincar. Vem ser criança

Minha alegria vai te pegar

Canto da Alvorada de um mundo melhor

Cheio de encantos pra gente se amar