10 Abr

Na mídia: Auditores-Fiscais interditam barragem em Maiquinique (BA) por risco de rompimento

Publicada em: 10/04/2019

Por Nilza Murari, com informações da SRT/BA

Auditores-Fiscais do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia – SRT/BA interditou, no dia 9 de abril, as instalações e locais de trabalho localizados abaixo da barragem de rejeitos de mineração nº 01, da mineradora Grafite do Brasil, formada pelas empresas Samaca Ferros Ltda e Extrativa Metalquímica S/A, no município de Maiquinique, no sudoeste baiano.

Os Auditores-Fiscais do Trabalho constataram situação de risco grave e iminente de acidente de trabalho, com resultado de morte ou lesão grave à integridade física ou à saúde de aproximadamente 150 empregados. Eles ficam em área que seria diretamente afetada pela lama de rejeitos da mineração em caso de rompimento.

Segundo o relatório técnico de interdição há graves problemas de segurança e saúde no trabalho. Inexistência de projetos construtivos e de instrumentação para monitoramento da barragem, que apresenta sinais de comprometimento da estrutura, é um dos problemas. No relatório, os Auditores-Fiscais afirmam que a mineradora tem conhecimento dessas irregularidades e deixa de adotar as medidas corretivas necessárias, que já foram apontadas nas fichas de inspeção emitidas por engenheiro empregado da própria mineradora.

A SRT/BA está fazendo a fiscalização integrada com o Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Estadual e Agência Nacional de Mineração. A Agência Nacional de Mineração decretou a interdição da disposição de rejeitos nessa barragem e a classificou como categoria de risco alto, passando a ser considerada uma das três barragens de mineração com maior risco no Brasil. Para efeito de comparação, as barragens das tragédias de Brumadinho e Mariana eram classificadas como risco baixo.

Essa fiscalização é parte do projeto da Seção de Inspeção do Trabalho, da SRT/BA, que realiza fiscalização nas mineradoras visando assegurar o cumprimento das Normas Regulamentadoras de segurança e saúde no trabalho – NRs, especialmente da NR 22 – Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração.

Veja a repercussão da interdição da barragem de rejeitos na mídia:

RIT Notícias

G1 Bahia

Bahia no Ar

Veja

PTNNews

Correio 24h

Varela Notícias

Bahia.ba