10 Abr

SINAIT prestigia exposição da CMB “Mulher, Trabalho e Desenvolvimento”

Publicada em: 10/04/2019

Por Dâmares Vaz

Edição: Nilza Murari

A Confederação das Mulheres do Brasil – CMB, que o SINAIT integra, inaugurou em Brasília a exposição fotográfica “Mulher, Trabalho e Desenvolvimento”, em celebração aos 30 anos da entidade. A mostra fica no Espaço Mario Covas da Câmara dos Deputados – entrada do Anexo II – até a sexta-feira, 12 de abril. O lançamento foi conduzido pela presidente da Confederação, Gláucia Morelli.

A vice-presidente do Sindicato, Rosa Jorge, e as diretoras Vera Jatobá e Dalva Coatti prestigiaram o lançamento, que se configurou ainda num ato público em defesa dos direitos sociais e contra a reforma da Previdência contida na Proposta de Emenda à Constituição – PEC 6/2019. Parlamentares e representantes de entidades da sociedade civil também marcaram presença na abertura da exposição.

A instalação retrata mulheres no cotidiano das atividades profissionais e de mobilizações em defesa dos direitos dos trabalhadores. Cada imagem é acompanhada de uma legenda que faz referência às dificuldades encontradas pelas mulheres no mercado de trabalho, como a discriminação salarial, a falta de creches para seus filhos, a desregulamentação das leis trabalhistas e os ataques à Previdência Social.

Por iniciativa do SINAIT, uma fotografia representando a Auditoria-Fiscal do Trabalho será incorporada à seleção.

Na inauguração da mostra, a vice-presidente do Sindicato destacou que a PEC 6 é o fim do direito à aposentadoria. Para ela, a matéria é danosa para toda a sociedade. “Ninguém escapa. Todos, trabalhadores, servidores públicos, aposentados, jovens, ficarão sem futuro. As mulheres serão as maiores prejudicadas com o aumento do tempo de contribuição. Uma mulher que tenha que contribuir por 40 anos, sendo muitas vezes o único sustento do lar e ainda tendo que cuidar dos filhos e da casa, não vai conseguir se aposentar.  Uma trabalhadora rural não irá conseguir trabalhar até os 60 anos. Mulheres têm que lutar para não permitir a aprovação da PEC”, afirmou Rosa Jorge.

A dirigente também fez um apelo aos parlamentares para que rejeitem a matéria. “Lembrem-se que se votarem a favor da reforma, não voltam. Se votar, não volta.”​