15 Mai

Cerca de 50 mil pessoas protestam contra os cortes na educação pública na Esplanada dos Ministérios

Publicada em: 15/05/2019

A estudantes e professores juntaram-se trabalhadores e servidores públicos representantes de diversos movimentos sindicais e sociais em apoio à educação pública 

Por Solange Nunes

Edição: Nilza Murari 

Cerca de 50 mil pessoas, entre estudantes, professores, servidores públicos, sindicalistas, entidades sociais e organizações não-governamentais, deputados e senadores, participaram dos protestos contra os cortes no orçamento nas áreas de educação, ciência e tecnologia, nesta quarta-feira, dia 15 de maio, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF). Os manifestantes protestaram também contra a Proposta de Emenda à Constituição – PEC nº 6, reforma da Previdência.  

A Esplanada dos Ministérios foi tomada por manifestantes com faixas e banners pedindo uma educação pública e gratuita para o país crescer feliz. O movimento é contra a medida do Ministério da Educação – MEC, que anunciou um contingenciamento total de R$ 7,3 bilhões. A medida vai inviabilizar as instituições públicas no país. 

Os protestos ocorrem também na maioria dos estados brasileiros, nas capitais e em cidades do interior. A cobertura é ampla pela internet – Facebook, Twitter e Instagram, além do WhatsApp. 

O SINAIT apoia o movimento e posiciona-se por uma universidade pública e gratuita para os cidadãos brasileiros, contra os cortes de verba para a educação.