22 Mai

12 de Junho: Rede Nacional lança nesta quarta-feira campanha contra trabalho infantil, com tuitaço

Publicada em: 22/05/2019

Com informações do FNPETI

A Rede Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, coordenada pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil – FNPETI, lança nesta quarta-feira, 22 de maio, a campanha do 12 de Junho, Dia Mundial contra o Trabalho Infantil. O SINAIT integra o Fórum e participa de todas as campanhas de combate ao trabalho infantil desde a sua fundação.

Será promovida uma ação no Twitter, com início às 10 horas, de que toda a rede deverá participar com a seguinte mensagem e hashtagCriança não deve trabalhar, infância é para sonhar. Eu participo dessa campanha, participe você também! Compartilhe! #InfanciaSemTrabalho.

Em 2019, o tema da campanha é “Criança não deve trabalhar, infância é para sonhar”. Seu objetivo é sensibilizar e motivar uma reflexão da sociedade sobre as consequências do trabalho infantil e a importância de garantir às crianças e aos adolescentes o direito de brincar, estudar e sonhar, vivências que são próprias da infância e que contribuem decisivamente para o seu desenvolvimento.

Mais informações sobre a campanha estão em https://fnpeti.org.br/12dejunho/, em que também pode ser acessado material gráfico, incluindo o das redes sociais – https://fnpeti.org.br/12dejunho/#downloads.

Whatsapp

Para o Whatsapp, a rede propõe a divulgação, logo depois do tuitaço, da mensagem:

A campanha *Criança não deve trabalhar, infância é para sonhar* já está no ar. Ela faz parte das ações pelo 12 de junho – Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil.

O trabalho infantil é proibido no Brasil. Mesmo assim, *o país tem 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos trabalhando*, segundo dados do IBGE/Pnad 2016.

Vamos mudar essa realidade! Não se omita, denuncie!

*Disque 100* ou use o app *Proteja Brasil*.

A campanha é uma realização do FNPETI, MPT e OIT, em parceria com os Fóruns Estaduais de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil. Conheça: www.fnpeti.org.br/12dejunho

Compartilhe! *#InfanciaSemTrabalho* 

Mais de 2 milhões de menores trabalham no Brasil

O Brasil tem 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos submetidos ao trabalho irregular, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Trabalham na agricultura, na pecuária, no comércio, nos domicílios, nas ruas, na construção civil.

A erradicação de todas as formas de trabalho infantil até 2025 é uma das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas – ONU. O Brasil é signatário do acordo. “Por isso é tão importante acelerar o ritmo da redução do trabalho infantil para que seja possível alcançar a meta”, defende Isa Oliveira, secretária executiva do FNPETI.

A mobilização de 2019 faz parte da celebração dos 25 anos do FNPETI, dos 100 anos da Organização Internacional do Trabalho – OIT e dos 20 anos da Convenção 182 da OIT, que trata das piores formas de trabalho infantil.

A Rede Nacional de Combate ao Trabalho Infantil é formada pelos Fóruns Estaduais de Erradicação do Trabalho Infantil e por entidades como o SINAIT, Subsecretaria de Inspeção do Trabalho – SIT, OIT, Ministério Público do Trabalho – MPT, Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – Conanda, Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho – Anamatra, Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho – ANPT, Fundação Abrinq, Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares – Contag, Central Única dos Trabalhadores – CUT, entre outras.​