07 Ago

Dirigentes do SINAIT tratam do Bônus de Eficiência e outras demandas da categoria com a SIT

Publicada em: 07/08/2019

Por Solange Nunes

Edição: Nilza Murari 

Os dirigentes do SINAIT Ana Palmira Arruda, Bob Machado, Olga Valle e Vera Jatobá reuniram-se com o subsecretário de Inspeção do Trabalho, Celso Amorim, e os assessores do gabinete, os Auditores-Fiscais do Trabalho Joatan Gonçalves dos Reis e João Paulo Reis Ribeiro Teixeira, para pedir apoio em relação à manutenção do pagamento do Bônus de Eficiência e Produtividade para a categoria. A matéria será apreciada nesta quarta-feira, 7 de agosto, às 14h30, pelo Tribunal de Contas da União - TCU. O relator do processo TC-005.283-2019-1 é o ministro Bruno Dantas. 

Os dirigentes cobraram apoio da SIT em relação ao Bônus de Eficiência. O subsecretário Celso Amorim disse que a SIT acompanha com atenção a tramitação do processo relativo ao Bônus no TCU. “No entanto, não temos informações novas sobre a pauta. É um assunto importante e acompanhamos com cuidado”.  

Celso Amorim explicou que o decreto de regulamentação está sendo elaborado e espera que as questões sejam regularizadas. 

Na ocasião, os dirigentes trataram ainda com o subsecretário de outros pleitos e relataram pontos como progressão e promoção, controle de ponto e remoção de Auditores-Fiscais do Trabalho. Estes mesmos temas foram tratados em outra reunião realizada nesta terça-feira, 6 de agosto, entre o presidente Carlos Silva e o secretário Wagner Lenhar, e equipe da Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal – SGP do Ministério da Economia. Relembre aqui. 

Unidades descentralizadas

Os dirigentes questionaram o subsecretário sobre as unidades descentralizadas. Como viabilizar as Regionais/Superintendências num cenário de escassez de pessoal?  

Celso Amorim disse que a diretriz geral do governo é pelo enxugamento. “Atualmente são 27 unidades, que serão transformadas em sete regionais/delegacias e mais algumas subdelegacias. No entanto, o assunto ainda está em estudo”. 

Os diretores do SINAIT solicitaram mais informações do subsecretário e reivindicaram a participação nas análises para contribuir com ideias e soluções sobre os tópicos tratados na reunião. “Queremos acompanhar o estudo. Podemos contribuir com ideias para o objetivo de minorar os problemas. Queremos reduzir ao máximo os danos aos Auditores-Fiscais do Trabalho”, argumentou Vera Jatobá. ​