09 Ago

Chacina de Unaí: Auditores-Fiscais do Trabalho aguardam a prisão imediata dos condenados

Publicada em: 09/08/2019

Por Solange Nunes

Edição: Nilza Murari 

Foi publicada na segunda-feira, dia 5 de agosto, o acórdão da decisão da Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região – TRF1 que, por unanimidade, no dia 30 de julho, rejeitou os recursos de Embargos de Declaração da ação penal da Chacina de Unaí – nº 0036441-22.2004.4.01.3800. A decisão saiu no Diário da Justiça Federal da 1ª Região, nº 144, E-DJF 1, Ano XI, na página 321. 

De acordo com a vice-presidente do SINAIT, Rosa Jorge, a publicação do acórdão representa mais uma etapa superada. “Depois da publicação do acórdão, esperamos agora que o Tribunal peça a prisão imediata dos condenados. Acreditamos na Justiça. Os culpados precisam cumprir suas penas na cadeia”. 

A sessão que proferiu a decisão, contou com a presença do presidente do SINAIT, Carlos Silva, e das diretoras da entidade Ana Palmira Arruda Camargo e Vera Jatobá e dos Auditores-Fiscais do Trabalho Joatan dos Reis e Virgílio Pires Júnior. A advogada assistente da acusação Anamaria Prates, constituída pelas famílias das vítimas, também esteve presente. Relembre aqui. 

Recursos

O SINAIT obteve a informação de que Norberto Mânica, José Alberto de Castro e Hugo Alves Pimenta entraram com novos recursos no processo. O objetivo é claro: adiar a prisão. O Sindicato Nacional acompanha o caso de perto e fará tudo o que estiver ao seu alcance para que os culpados por tão bárbaro crime cumpram suas penas o mais rapidamente possível. 

Acesse Ementa/Acórdão e o Relatório/Voto publicados pelo Diário da Justiça Federal da 1ª Região.