08 Out

PE – Marcha contra o Trabalho Infantil percorrerá as ruas de Recife

Publicada em: 08/10/2019

Por Andrea Bochi com informações do Fepetipe

Edição: Nilza Murari

Como parte das ações alusivas à Semana da Criança, o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil em Pernambuco - Fepetipe promove a 7ª edição da “Marcha Pernambuco Contra o Trabalho Infantil”. A expectativa é reunir um grande número de pessoas para chamar a atenção para essa grave violação de direitos da criança e do adolescente, que atinge mais de 2,3 milhões de crianças e adolescentes na faixa etária entre 5 e 17 anos, dos quais, 77 mil estão em Pernambuco, segundo dados divulgados pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil – FNPETI com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD/IBGE) de 2016.

A concentração para a Marcha terá início a partir das 13h30, no Parque Treze de Maio. O percurso segue pela Rua Princesa Isabel, Rua do Sol, Praça da República, Ponte Buarque de Macedo, Av. Rio Branco e finaliza no Marco Zero.

A Marcha culminará com uma grande ciranda de roda e teatro interativo no Marco Zero, para chamar a atenção de toda a sociedade para o aumento de casos de trabalho infantil em Pernambuco e a falta de ações eficazes na prevenção e na erradicação desta violação de direitos da criança e do adolescente.

Antes e durante a Marcha, haverá apresentações culturais, brincadeiras e depoimentos de adolescentes oriundos do trabalho infantil. Também será destacada a aprendizagem profissional como alternativa ao trabalho infantil para adolescentes a partir dos 14 anos.

O objetivo da Marcha é conclamar a sociedade e órgãos de defesa de direitos para a luta contra esse crime grave, que é o trabalho infantil em Pernambuco, pois muitas vezes esse tipo de trabalho se dá de forma silenciosa e naturalizada. Além da visibilidade para o tema, a mobilização busca chamar a atenção da sociedade a respeito de sua responsabilidade no combate ao trabalho infantil.

Para a Auditora-Fiscal do Trabalho, Lívia Macêdo, que coordena o Fórum em Pernambuco, é muito importante chamar a atenção para o problema, principalmente, considerando a proximidade do Dia 12 de outubro, quando se comemora o Dia das Crianças. “Alertar a população para o fato de que o trabalho infantil existe, que é um problema atual e causa uma série de malefícios à criança e ao adolescente”, destaca.

Lívia lembra que lugar de criança é na escola com o direito à infância garantido e que a aprendizagem é uma alternativa para os jovens com idade a partir de 14 anos. “Infância é pra sonhar e não trabalhar”.

Sobre o trabalho infantil

O trabalho infantil é um fenômeno com muitas causas e muitas responsabilidades. A falta de vagas nas creches, a má qualidade do ensino e a dificuldade de conter a evasão escolar dos adolescentes contribuem para aumentar o número de meninos e meninas no trabalho doméstico, nos campos e nas ruas, onde correm risco de se envolverem com o tráfico de drogas e a exploração sexual.

É preciso avançar com políticas públicas e maior acesso à educação de qualidade. Por isso, governo, empresas e toda a sociedade têm muito para fazer.

Na região metropolitana de Recife os principais focos de trabalho infantil são no comércio ambulante, feiras livres e praias.

Fepetipe

O Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil em Pernambuco – FEPETIPE, foi fundado no ano de 2000 e é um espaço permanente e democrático de articulação, sensibilização e mobilização, composto por instituições governamentais e da sociedade civil para a prevenção e erradicação do trabalho infantil em Pernambuco.