01 Nov

PI: Dirigentes do SINAIT participam das comemorações pelos 40 anos da Aitepi

Publicada em: 01/11/2019

Uma revista contando a história da entidade foi lançada na ocasião 

Por Lourdes Marinho

Edição: Nilza Murari 

Dirigentes do SINAIT participaram nesta quarta-feira, 30 de outubro, das comemorações pelos 40 anos da Associação dos Auditores-Fiscais do Trabalho no Estado do Piauí – Aitepi na capital, Teresina. Auditores-Fiscais e lideranças sindicais de trabalhadores locais também prestigiaram o evento. 

Na ocasião, foi lançada uma revista com a história dos 40 anos da entidade. A publicação traz entrevistas e depoimentos de ex-presidentes e de Auditores-Fiscais que integraram ou integram os quadros da Associação. Histórias que se misturam com a do SINAIT na luta pelos direitos da categoria e dos trabalhadores, atuações alicerçadas no processo de redemocratização do País. 

O combate ao trabalho escravo e infantil e a promoção da saúde e segurança dos trabalhadores fizeram parte das histórias contadas por eles, que se revezaram ao microfone para relatar os 40 anos de atuação. 

“Contar nossa história de lutas, como tudo aconteceu para as futuras gerações é muito importante. A causa da fiscalização trabalhista é nobre, é nossa primeira missão enquanto Auditores-Fiscais do Trabalho. As gerações que virão depois da minha, compreenderão melhor a nossa luta ao lerem este material daqui a alguns anos, pois se foi importante no passado, hoje mais do que nunca se faz necessário continuarmos lutando. Neste sentido, me sinto honrada em fazer parte da comemoração dos 40 anos da Aitepi porque participo da mesma desde a sua fundação, em 17 de setembro de 1979. Fui sua primeira secretária e presidente por vários mandatos, não porque eu quisesse, mas porque companheiros me deram essa missão para servir à nossa causa, e a defesa dos trabalhadores”, declara a Auditora-Fiscal do Trabalho Maria do Socorro Monte de Morais, carinhosamente chamada de Socorrinha pelos colegas. 

“Usamos a Aitepi para fazer política de classe”, declarou a  Auditora-Fiscal Paula Maria do Nascimento Mazullo, para em seguida reforçar seu compromisso com o combate ao trabalho escravo e a parceria com o Ministério  Público do Trabalho local nas ações de fiscalização. “Todas as histórias políticas e sociais dizem um pouco de cada um e eu gosto muito da minha”, disse Mazullo emocionada. 

Para a ex-presidente, Lina Josefina de Castro Nogueira, o mais importante nesta luta são os avanços conquistados pela categoria e a conscientização dos trabalhadores promovida por eles, enquanto agentes do Estado. “A importância da Auditoria-Fiscal do Trabalho para o trabalhador é sem dúvida umas das conquistas mais importantes da nossa categoria, porque hoje em dia o trabalhador sabe de seus direitos”, avaliou. 

O presidente da Aitepi, Francisco Luís Lima, também ressaltou a atuação da Associação na defesa dos trabalhadores. Disse que sempre atuaram em parceria com os sindicatos de trabalhadores pela manutenção e reconhecimento de direitos trabalhistas, especialmente no que se refere aos benefícios previdenciários decorrentes de doenças e acidentes de trabalho. Lembrou que “a extinção do Ministério do Trabalho pelo atual governo é também uma tentativa de combater a fiscalização trabalhista, mas os Auditores-Fiscais continuarão realizando seu trabalho respaldados pela Constituição”. 

Para a atual vice-presidente da Aitepi, Margarida Lúcia Mendes Rocha, a Associação é a voz da Auditoria-Fiscal do Trabalho no Piauí. “É uma voz que não se confunde. Se levanta na defesa dos interesses da própria categoria e dos trabalhadores. Ao longo desses 40 anos, em momentos difíceis, a nossa Associação sempre tomou decisões acertadas. Neste momento de ataques aos direitos da classe trabalhadora e ao combate às formas mais perversas de trabalho, como o trabalho escravo e infantil, seguiremos firmes, zelando pela equidade das relações de trabalho em nosso país”, afirmou. 

“São histórias como as da Aitepi que nos encorajam e nos ajudarão a enfrentar os desafios que se apresentam neste cenário de investidas contra as conquistas de trabalhadores e servidores”, disse o presidente do SINAIT, Carlos Silva, parabenizando os colegas por fazerem a diferença. 

A vice-presidente Rosa Maria Campos Jorge lembrou a importância da Aitepi para a criação da Fasibra e do SINAIT, especialmente a contribuição da colega Socorrinha à frente da entidade. “Ela sempre lutou nas entidades sindicais que representou para defender os Auditores-Fiscais do Trabalho, uma das pioneiras na Aitepi”. 

Parceria

A Procuradora Chefe do Ministério Público do Trabalho – MPT do Piauí, Maria Elena Rego, agradeceu a parceria com os Auditores-Fiscais.  “Sem os relatórios da fiscalização nosso trabalho seria mais difícil, o MPT teria mais dificuldades para fazer os TAC, por exemplo. Aqui no Piauí, Ministério Público e Auditores-Fiscais do Trabalho caminham juntos. Muito já foi feito e ainda há muito a se fazer. Parabéns à Aitepi“.   

O presidente da CUT no Piauí, Paulo Bezerra, também agradeceu o apoio que recebe dos Auditores-Fiscais do Trabalho e disse que “é de fundamental importância o trabalho de entidades como a Aitepi, que protege o trabalhador, que se vê arrasado diante das reformas trabalhista e da Previdência”. 

Vídeo

Um vídeo da Associação, de oito minutos, mostrou a situação de trabalho degradante de homens e crianças encontrados pelos Auditores-Fiscais do Piauí ao longo destes 40 anos.  Um deles, quando criança, perdeu as duas pernas em um acidente de trajeto. Em 1994, o caminhão que os levava para a lavoura de cana de açúcar capotou, deixando mortos, feridos e mutilados. À época, essa criança, com 13 anos, cortava de 3 a 4 toneladas de cana por dia. Segundo Luís Lima, só 18 anos depois ele teve seus direitos previdenciários e trabalhistas reconhecidos pela Justiça. 

Participaram ainda das comemorações, pelo SINAIT, o diretor Bob Everson Machado; pela DS/PI, Alex Myller, e representantes do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Domésticas do Estado do Piauí, do Sindicato dos Urbanitários do Piauí – Sintepi  e da Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços no Estado do Piauí – Fetracompi, entre outros.​

Clique aqui para ver a íntegra da revista.