12 Dez

Em última reunião do ano, integrantes do MCCE avaliam ações de 2019

Publicada em: 12/12/2019

Por Solange Nunes

Edição: Nilza Murari

Na última reunião do ano, que contou com a participação do diretor do SINAIT Benvindo Coutinho Soares, integrantes do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral – MCCE avaliaram ações e atividades de 2019. O encontro ocorreu nesta quarta-feira, 11 de dezembro, no Plenário Albert Simonetti Cabral do Centro Cultural da Ordem de Advogados do Brasil – OAB, em Brasília (DF).

Na ocasião, o diretor do MCCE Luciano Santos relatou sua participação, na segunda-feira, 9 de dezembro, na audiência no Supremo Tribunal Federal – STF, em que representantes de entidades sociais trataram de “candidaturas avulsas”. Luciano Santos defendeu a modernização dos partidos políticos. “Os partidos não formam quadros nem ajudam a promover a inclusão e não há transparência sobre os recursos utilizados”.

Os integrantes debateram as Eleições de 2020 com foco nas instalações dos Comitês nos Estados. Reforçaram também a importância do combate às fake news nas próximas eleições municipais. Além dos cursos que estão sendo desenvolvidos – intitulados de Oficina de Checagem –, que foram desenvolvidos ao longo deste ano e continuarão em 2020, oferecidos a estudantes, jornalistas e servidores públicos. Os cursos já foram realizados em Rondônia, Pará, Amazonas, Espírito Santo e Minas Gerais.

Fortalecimento da rede

Os dirigentes falaram sobre a importância do fortalecimento da rede “Plataforma dos Movimentos Sociais pela reforma do Sistema Político”. A rede está estruturada em cinco eixos: fortalecimento da democracia direta; fortalecimento da democracia participativa/deliberativa; aperfeiçoamento da democracia representativa; democratização da informação e da comunicação e democratização e transparência do Poder Judiciário. Além de outros tópicos revisados nesta última reunião de 2019.

De acordo com Benvindo Soares, o MCCE é um parceiro constante do SINAIT, que como membro efetivo, colabora na elaboração das políticas do movimento, apoiando as campanhas em prol das mudanças e avanços não só nos períodos eleitorais, como em todas as atividades do ano. “Estamos engajados no projeto maior que é o de promover uma ampla reforma política que se faz necessária, mas, que pouco avançou no ano em curso”.

Benvindo Soares disse ainda que o SINAIT, como entidade de classe, “desenvolve atividades nos diversos segmentos onde reconhece ser estratégico e de relevância para o fortalecimento da categoria”.   ​