21 Dez

Contas de 2019 do SINAIT são aprovadas em AGN

Publicada em: 21/12/2020

Por Lourdes Marinho e Nilza Murari

Edição: Nilza Murari

As contas relativas ao ano de 2019 do SINAIT foram aprovadas em Assembleia Geral Nacional – AGN, iniciada na terça-feira, 15 de dezembro, e encerrada no sábado, 19 de dezembro, de forma exclusivamente eletrônica. A votação ocorreu pela área restrita do site do SINAIT.

As contas foram aprovadas pela ampla maioria dos votantes: foram 558 votos favoráveis à aprovação das contas, sendo três com ressalvas; 151 votos pela rejeição e 30 votos em branco.

O presidente do SINAIT, Bob Machado, comenta que o resultado demonstrou, mais uma vez, “a confiança que a categoria deposita na diretoria do SINAIT, com a certeza de está a serviço dos Auditores-Fiscais do Trabalho, em defesa da valorização e do fortalecimento da carreira”.

A apreciação das contas em AGN é a terceira etapa do processo, previsto no Estatuto do SINAIT. Primeiro, o o Conselho Fiscal Nacional – CFN emitiu seu parecer favorável à aprovação das contas, após a análise minuciosa dos documentos e balancetes financeiros. Depois, o Conselho de Delegados Sindicais, em reunião virtual no dia 22 de maio de 2020, aprovou as contas de 2019, seguindo o parecer favorável do CFN – relembre aqui. E, finalmente, a categoria se manifestou por meio da AGN.

Os balancetes de 2019 e atas e parecer do Conselho Fiscal Nacional estão disponíveis para consulta dos filiados na área restrita do site do Sindicato, na aba ADMINISTRAÇÃO – CONTAS SINAIT.

Conait e Enafit

Além de apreciar as contas, os filiados também manifestaram-se sobre o  cancelamento do 4º Congresso Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho – Conait e o adiamento do 38º Encontro Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho – Enafit.

Em relação ao Conait, votaram favoravelmente ao cancelamento 674 filiados; 23 optaram por não cancelar o evento; 33 se abstiveram e cinco votaram em branco.

Quanto ao adiamento do Encontro Nacional, 693 Auditores-Fiscais do Trabalho disseram SIM; 20 votaram NÃO; 15 optaram pela abstenção e cinco votaram em branco.

Confira aqui o relatório geral da votação da AGN.