21 Jun

RR: Campanha "Trabalho Infantil, uma realidade que poucos conseguem ver" chega ao município de Pacaraima

Publicada em: 21/06/2021

Por Solange Nunes, com informações da DS/RR

Edição: Andrea Bochi

O dia 12 de junho celebra o Dia Mundial e Nacional de Combate ao Trabalho Infantil. Nesta luta, a Delegacia Sindical do SINAIT em Roraima (DS/RR) reforçou a Campanha Institucional do Sindicato Nacional 2020/2021 “Trabalho infantil, uma realidade que poucos conseguem ver”. As atividades de conscientização e combate ao trabalho infantil, ocorreram entre os dias 14 e 16 de junho, no município de Pacaraima, a 214 quilômetros da capital Boa Vista (RR).

De acordo com a Auditora-Fiscal do Trabalho Thais Castilho, a conscientização da sociedade sobre os prejuízos para as crianças e jovens em trabalho precoce é fundamental. “Os malefícios do trabalho infantil são muitos para a vida presente e futura dos jovens. Por este motivo, o SINAIT apoia iniciativas de combate junto ao Conselho Tutelar de Pacaraima, além de outras frentes de conscientização”.

Thaís Castilho esclarece que o município de Pacaraima, em Roraima, localizada na fronteira do Brasil e Venezuela, é uma porta de entrada de migrantes para o Brasil, que procuram trabalho e uma nova vida. “São pessoas que atravessam a fronteira em busca de oportunidade de emprego e de uma nova vida”.

No entanto, analisa a Auditora-Fiscal do Trabalho, em função da pandemia da Covid-19 e a recessão econômica, as chances são limitadas. Além disso, ponderou, nos últimos meses, o número de crianças e jovens trabalhando aumentou, em razão do desemprego dos pais e familiares. “O aumento do trabalho infantil, tendo como um dos fatores a pandemia, é um desafio para todos. As circunstâncias atuais provocaram mudanças nos números decrescentes de trabalho infantil. A meta estabelecida pela Agenda 2030 da ONU agora é imprevisível e parece distante”.

O Brasil tem registros de 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos submetidos ao trabalho irregular, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2019. Eles trabalham na agricultura, na pecuária, no comércio, nos domicílios, nas ruas e na construção civil.

É uma realidade, segundo Thaís Castilho, que precisa ser enfrentada. “Vamos continuar fazendo nosso trabalho. É atribuição da Auditoria-Fiscal do Trabalho promover o afastamento de crianças e adolescentes de situações de trabalho infantil proibido, entre outras ações de proteção à infância”.

O conselheiro tutelar João Paulo da Silva Maia, explicou que durante o período de 14 a 16 de junho, as ações no município foram intensificadas durante a campanha, tanto na fiscalização, na busca ativa de trabalho infantil no município, como também de articulação com os órgãos locais sobre a importância de se combater o trabalho infantil. “É uma atuação que envolveu vários órgãos e entidades na conscientização e combate ao trabalho infantil no município de Pacaraima”.  

Na região, a Campanha Institucional 2020/2021 “Trabalho infantil, uma realidade que poucos conseguem ver” foi articulada pela Delegacia Sindical do SINAIT de Roraima (DS/RR), Conselho Tutelar de Pacaraima, Inspeção do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho de Roraima (SRT/RR) e demais parceiros.