12 Ago

SINAIT é Mais conta um pouco da história do pensador e auditor Homero de Oliveira Johas

Publicada em: 12/08/2022

Série "Resgate histórico de personalidades da Auditoria-Fiscal do Trabalho"

Por Solange Nunes

Edição: Andrea Bochi

A campanha SINAIT é Mais lança nesta sexta-feira, 12 de agosto, a série de entrevistas com personalidades que fizeram a Auditoria-Fiscal do Trabalho. O primeiro entrevistado é o Auditor-Fiscal do Trabalho aposentado Homero de Oliveira Johas. 

Neste ano, o Auditor-Fiscal do Trabalho aposentado Homero de Oliveira Johas, 96 anos, está concluindo o livro, sem data de lançamento, “Ponderando a Ciência”. Escritor, pintor, pianista, integrou o quadro da Auditoria-Fiscal do Trabalho de 1956 até 1991. No entanto, seu vínculo começou em 1954, durante a gestão do então ministro do Trabalho, Hugo de Araújo Faria, quando foi convidado para atuar na Pasta. Fez concurso público e ficou 35 anos no Ministério de 1956 até 1991.

Nestes 35 anos de carreira, Homero Johas, acompanhou a elaboração, desenvolvimento e mudanças do Ministério do Trabalho. No que tange à carreira, era parecerista. “Elaborava pareceres para os processos”.

Pensador, Homero Johas, após sua aposentadoria em 1991, devido a sua formação filosófica produziu artigos e livros que convergem, divergem e questionam pensadores atuais e antigos.

Neste contexto de reflexão, o escritor Johas, publicou os títulos, “Filosofia dos Sentidos”, “A Escola de Mileto”, “Tales de Mileto”, “Einstein Relativismo”, entre outras obras, pela Editora Coetus Fidelium.

Nesta paixão por textos antigos, Homero Johas estudou e fala grego, latim, alemão, francês, italiano e inglês. “Falo latim correntemente e estudei Aristóteles em grego. Precisamos nos aprofundar no que gostamos. Falo dos assuntos que me interessam e o farei enquanto puder”, enfatiza com empolgação.

Com a mesma paixão que discorre sobre seus livros, Homero Johas, viúvo, registra a saudade da esposa Ruth Andrade Leal Johas e fala com orgulho dos três filhos Marcos Alexandre, Christianne e Lilian Viviane.

Mais da sua biografia

Homero de Oliveira Johas nasceu em Piracicaba (SP) em 1926. No período secundarista cursou Ciências Físicas e Matemáticas no Colégio Anchieta Nova Friburgo; Fez Livre Docente Filosofia na Faculdade de Nova Friburgo; Também Livre Docente Filosofia na Pontifícia Universidade Católica Rio de Janeiro. Também, na Pontifícia, formou-se Bacharel em Direito.

Trabalhou como professor, mestre no Colégio S. Luís, em São Paulo. No Rio de Janeiro, foi mestre no Colégio S. Inácio e no Colégio Guanabara.

Colaborou para a realização dessa entrevista a presidente da Afaiterj, Ivanema de Albuquerque.