28 Set

PI: Auditores-Fiscais resgatam 57 trabalhadores em pedreiras nos municípios de Campo Maior, Nazaré do Piauí e Amarante

Publicada em: 28/09/2022

Por Solange Nunes, com informações do jornal cidadeverde.com
Edição: Andrea Bochi

Auditores-Fiscais do Grupo Especial de Fiscalização Móvel resgataram 57 trabalhadores em situação análoga à escravidão durante operação de fiscalização, na semana passada, em várias pedreiras localizadas nos municípios de Campo Maior, Nazaré do Piauí e Amarante, no Médio Parnaíba. Na ocasião, foram constatadas diversas irregularidades, dentre elas, a presença de dois adolescentes trabalhando numa pedreira, trabalho proibido que integra a Lista TIP - Piores Formas de Trabalho Infantil. 

De acordo com as equipes, foram encontradas várias irregularidades, desde a falta de registro em carteira de trabalho, ausência de equipamento de proteção individual, falta de instalações sanitárias nas frentes de trabalho, alimentação precária, falta de água potável, entre outros problemas.

Durante a operação foram celebrados diversos termos de ajustamento de conduta e acordos coletivos para o pagamento dos direitos e indenizações trabalhistas às vítimas resgatadas. Além disso, ainda, haverá outras ações a fim de investigar a implicação dos empresários envolvidos com as irregularidades.

O objetivo é verificar a responsabilização das empresas e dos empresários que negociam a pedra extraída da pedreira para aplicação em calçamento em diversos municípios do estado.

Além dos Auditores-Fiscais do Grupo Especial de Fiscalização Móvel participaram da ação fiscal, representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT), do Ministério Público Federal (MPF), da Defensoria Pública da União, da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).